quarta-feira, 8 de março de 2017

HISTÓRIA E PERIODIZAÇÃO



Em relação as divisões da História, os historiadores costumam dividir a principio em dois grandes momentos: a Pré-história e a História propriamente dita, tendo como marco principal, o surgimento da escrita. 
Os outros marcos principais da história são:



PRÉ-HISTÓRIA

Paleolítico (Idade da Pedra Lascada) - quando foi descoberto o fogo.
Mesolítico (Período de transição) - últimas sociedades de coletores-caçadores.
Neolítico (Idade da Pedra Polida) - quando ocorre a Revolução Agrícola e os animais são domesticados.
Idade dos Metais - inicia-se a fundição dos metais e o aparecimento das primeiras civilizações.
HISTÓRIA

Idade Antiga (de 4000 a.C. até 476 d.C.) - surgimento da escrita até a queda do Império Romano do Ocidente. É estudada o Próximo Oriente, onde floresceram as primeiras civilizações, no Crescente Fértil (Egito, Palestina, Mesopotâmia, Irã e Fenícia). Abrangendo também  Grécia e Roma.
Idade Média (de 476 d.C. até 1453 d.C.) - Caracterizou-se pelo modo de produção feudal em algumas regiões da Europa. O marco é queda do Império Romano do Oriente com a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos.
Idade Moderna (de 1453 até 1789) - Compreende o período da invenção da Imprensa, os descobrimentos marítimos e o Renascimento. Caracteriza-se pelo nascimento do modo de produção capitalista. Conta-se até a Revolução Francesa.
Idade Contemporânea (de 1789 até aos dias atuais) - marcada pelo
 grande avanço da técnica, os conflitos armados de grandes proporções, a nova ordem mundial, até os nossos dias. 

Nem todas as regiões do globo as divisões históricas ocorreram da mesma forma e ao mesmo tempo, isso trataremos mais à frente. Outra referência para contar o tempo histórico é o nascimento de Jesus Cristo que começamos a contar a partir do ano 1 até os dias atuais. Há também outras referências importantes no Ocidente: os gregos antigos tinham como base cronológica o início dos jogos olímpicos; na Roma Antiga, a fundação de Roma. E para os árabes contam seu tempo pela Hégira, a emigração de Maomé de Meca para Medina.



BIBLIOGRAFIA 
  
Souza, Osvaldo Rodrigues de. História Geral. 30 ed. São Paulo: Editora Ática.

Vicentino, Claúdio. Gianpolo Dorigo. História para o ensino médio. Ed. Atual. - São Paulo: Scipione, 2008 (Série Parâmetros).
CONTINUE LENDO

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

O QUE É HISTÓRIA ?




Se procurarmos responder o que é a História, de forma simples, é a ciência que estuda o homem e sua ação no tempo e no espaço. A palavra vem do grego "ἱστορία" que significa "pesquisa", conhecimento advindo da investigação. Se preocupa em preservar a memória das civilizações e passar aos seus descendentes seus feitos, busca analisar os fatos, transmitir para o presente na busca de um futuro melhor para as próximas gerações.


Concepções formais da história

Para analisar a História, encontramos diferentes concepções:
Narrativa - que se preocupa em apenas apresentar os acontecimentos sem se preocupar com as causas, resultados ou veracidade.
Pragmática - expõe os acontecimentos com preocupação didática. Os gregos Heródoto e Tucídides e o romano Cícero representam esta concepção.
Científica - há uma preocupação com a verdade, com o método, com a análise crítica de causas e consequências, tempo e espaço.
Escola dos Annales - Os historiadores franceses Marc Bloch e Lucien Febvre fundaram em 1929 uma revista de estudos, a "Annales d'histoire économique et sociale", onde rompiam com o culto aos heróis. O quotidiano, a arte, os afazeres do povo e a psicologia social eram elementos fundamentais para a compreensão das transformações empreendidas pela humanidade. 





BIBLIOGRAFIA 

BARROS, José D'Assunção. O Campo da História. Petrópolis: Vozes, 2009, 6a edição

 Souza, Osvaldo Rodrigues de. História Geral. 30 ed. São Paulo: Editora Ática

CONTINUE LENDO

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

SEJAM BEM-VINDOS ÀS AULAS !!!



Olá !!! Sejam bem-vindos !!!

Iniciaremos hoje nossas publicações em 2017. Procurarei estar sempre atualizando o nosso Blog com publicações semanais. Planejo trazer posts e videos em formato de aulas, com todo conteúdo de História, com explicações, resenhas de livros, resoluções de questões que caem em Vestibular e Enem, além de dicas em geral.   

O objetivo é criar um espaço de interação e aprendizado onde poderemos aprender e compartilhar informações. Será voltado para todos estudantes, professores em formação e claro, todos que forem apaixonados pela matéria. Mesmo fora da escola, nunca deixamos de aprender e buscar conhecimento.

Desejo muito que vocês estejam sempre participando, deixando seus comentários com as dúvidas e sugestões. Assim, poderei ter uma noção melhor de quem visita o blog e consiga ter o retorno necessário do trabalho que estarei desenvolvendo aqui.


Bons estudos !!!
   
CONTINUE LENDO

domingo, 25 de dezembro de 2016

NOVIDADES PARA O BLOG




Olá a todos que acompanham o Blog !!! Teremos novidades e mais interação. Desde o princípio das postagens sempre tive a intensão de trazer videos em formato de aulas e resenhas de livros. Nos próximos meses, eu espero colocar em prática através de postagens semanais com videos, questões, gabaritos e explicação.

O conteúdo será voltado a estudantes desde o ensino fundamental até universitário, professores em formação, e especialmente curiosos da área de História. O objetivo é compartilhar, educar, entreter e construir conhecimento. Procurarei abordar todo o conteúdo desde o início, passando pelos conceitos, debates historiográficos, metodologia de ensino, projetos de pesquisa, fontes históricas, assim como resoluções de questões para o vestibular e enem.  

Espero que se torne um espaço de interação. Sintam-se sempre livres para entrar em contato tirando dúvidas e dando sugestões através dos comentários ou diretamente por email : canalhistoriaonline@hotmail.com . O Blog será construído para você e com sua participação. Divulguem para seus amigos e colegas nas redes sociais.

Sempre tive uma grande paixão por História, em aprender, pesquisar. Por isso escolhi esse curso na Universidade. Hoje formada e já atuando na área, espero que eu consiga também despertar em todos vocês essa vontade de aprender 

Bons estudos !!!

CONTINUE LENDO

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

IDADE CONTEMPORÂNEA



Também chamada de Contemporaneidade, é o período da nossa atual história do mundo ocidental, iniciado a partir da Revolução Francesa no século XVIII (1789 d.C.). O início foi marcado pelas ideias iluministas. Havia um sentimento de que as ciências iriam sempre descobrindo novas soluções para os problemas humanos e que a civilização humana progredia a cada ano com os novos conhecimentos.

A Contemporaneidade é marcada pelo desenvolvimento e consolidação do regime capitalista no ocidente e pelas disputas das grandes potências europeias por territórios, matérias-primas e mercados consumidores.

Com as duas grandes guerras mundiais o ceticismo imperou no mundo, com a percepção que nações consideradas tão avançadas e instruídas eram capazes de cometer atrocidades dignas de bárbaros. Decorre daí o conceito de que a classificação de nações mais desenvolvidas e nações menos desenvolvidas tem limitações de aplicação.

Estaremos estudando no blog todos os períodos históricos que marcam a humanidade
com todos seus nuances.
CONTINUE LENDO

IDADE MODERNA



Trata-se de um período de transição. O início é estabelecido em 29 de maio de 1453 quando ocorreu a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos, e o término com a Revolução Francesa, em 14 de julho de 1789. A época moderna pode ser considerada, exatamente, como uma época de "revolução social" cuja base consiste na "substituição do modo de produção feudal pelo modo de produção capitalista".

A partir do século XV o comércio cresceu extraordinariamente, fruto de modificações ocorridas no interior das sociedades feudais europeias (aumento da população, crescimento das cidades, etc). Esta época caracterizá-se pela fome, peste e guerras - criando condições propícias às descobertas marítimas e ao encontro de povos.
CONTINUE LENDO

segunda-feira, 25 de abril de 2016

IDADE MÉDIA


A Idade Média é um período da história compreendido entre os séculos V e XV. Inicia-se com a Queda do Império Romano do Ocidente e termina durante a transição para a Idade Moderna. A Idade Média é o período intermédio da divisão clássica da História ocidental em três períodos: a Antiguidade, Idade Média e Idade Moderna, sendo frequentemente dividido em Alta e Baixa Idade Média.

Durante a Alta Idade Média verifica-se a continuidade dos processos de despovoamento, regressão urbana, e invasões bárbaras. Durante a Baixa Idade Média, que teve início depois do ano 1000, verifica-se na Europa um crescimento demográfico muito acentuado e um renascimento do comércio, à medida que inovações técnicas e agrícolas permitem uma maior produtividade de solos e colheitas. É durante este período que se iniciam e consolidam as duas estruturas sociais que dominam a Europa até ao Renascimento: o senhorialismo e o feudalismo. 

O feudalismo era o modo de organização social e político baseado nas relações servo-contratuais. Tem suas origens na decadência do Império Romano. Segundo o teórico escocês do Iluminismo, Lord Kames, o feudalismo é geralmente precedido pelo nomadismo e sucedido pelo capitalismo em certas regiões da Europa Ocidental. Os senhores feudais conseguiam as terras porque o rei lhes dava. Os camponeses cuidavam da agropecuária dos feudos e, em troca, recebiam o direito a uma gleba de terra para morar, além da proteção contra ataques bárbaros. Quando os servos iam para o manso senhorial, atravessando a ponte, tinham que pagar um pedágio, exceto quando para lá se dirigiam a fim de cuidar das terras do Senhor Feudal.

A vida cultural foi dominada pela escolástica, uma filosofia que procurou unir a fé à razão, e pela fundação das primeiras universidades. Os dois últimos séculos da Baixa Idade Média ficaram marcados por várias guerras, adversidades e catástrofes. A população foi dizimada por sucessivas carestias e pestes. O Grande Cisma do Ocidente no seio da Igreja teve consequências profundas na sociedade e foi um dos fatores que esteve na origem de inúmeras guerras entre estados. Assistiu-se também a diversas guerras civis e revoltas populares dentro dos próprios reinos. O progresso cultural e tecnológico transformou por completo a sociedade europeia.


FONTE: WIKIPÉDIA
CONTINUE LENDO